Número total de visualizações de página

sexta-feira, 24 de abril de 2015

ÁGUEDA


Na freguesia de Préstimo e cerca de A-dos-Ferreiros existe uma ponte sobre o rio Alfusqueiro.
Diz a lenda que um cristão encarregou-se da obra, mas quando a decidiu começar encontrou uma tarefa difícil, quase impossível. Quando já desesperava, apareceu-lhe o Diabo:
“Não te preocupes, que eu e os meus ajudantes fazemos a ponte para ti.”
“Fico-te agradecido”, disse o homem.
“Mas não tens de agradecer, pois negócio é negócio. Em troca deste favor, entregas-me a tua alma.”
Passou para as mãos do homem uma escritura e disse-lhe que a devia assinar com o próprio sangue. O homem assim fez e o Diabo confirmou:
“Comprometo-me a acabar a obra no dia de Natal, ao cantar do galo, à meia-noite.”
O Diabo e companheiros começaram a obra e na data aprazada estavam prontos a dá-la por terminada, à meia-noite em ponto. Porém, uma fada apareceu ao homem e aconselhou:
“Assim que o Diabo colocar a última pedra, atira este ovo ao longo da ponte.”

O cristão assim fez. Um minuto antes da meia-noite, quando o Diabo estava a colocar a última pedra, atirou o ovo e este partiu-se. De dentro saiu um galo e cantou. Ludibriado, julgando ter perdido a aposta do contrato, o Diabo deu um estouro e nunca mais por ali passou.

Sem comentários:

Enviar um comentário